Páginas

Livros & Reticências: |Resenha| Os Últimos Dias - Bela Dias

|Resenha| Os Últimos Dias - Bela Dias

OS ÚLTIMOS DIAS BELA DIAS
Olá, tudo beleza por ai?

Hoje, a resenha é sobre o livro Os Últimos Dias da autora nacional Bela Dias, publicado em 2016 pela Editora Novo Século.

Nesta obra, nós vamos conhecer Rachel e Gabriel, uma adolescente e uma criança que tem o diagnostico da leucemia como fator comum. 

Rachel é a garota intermediária da escola, já que ela não se destaca com nada. Com isso, ela não tem amigos, e muito menos participa de algum grupinho. Mas, quando ela descobre que tem leucemia, todos os rostos de pena e dó passam a metralhar a garota que nunca quis esse tipo de atenção. Depois de algum tempo, Rachel passa a viver no hospital, e lá ela conhece Gabriel. 

Gabriel é um garotinho de apenas 6 anos, que teve o mesmo diagnóstico que ela, e que vai se tornar melhor amigo da garota. 

Gabriel nunca tira seu sorriso do rosto, e eles passar a tirar alegria de toda a rotina desgastante do hospital. Os remédios, exames, consultas passam a ser mais alegres, pois os dois fazem tudo juntos. Seus últimos dias agora são carregados de diversões e a esperança que nunca morre. 

OS ÚLTIMOS DIAS BELA DIAS


O livro Os Últimos Dias é bem curto, já que tem apenas 128 páginas em uma fonte grande, Li a obra em poucos minutos, mas ela tem uma mensagem muito forte e emocionante. 

É um livro infanto-juvenil, mas deve ser lido por todos pela carga esperançosa que carrega. Rachel é uma garota muito forte, que abraça Gabriel com todas as suas forças e faz de tudo para que seus dias sejam especiais. Imagina ter 6 ou 16 anos e saber que pode morrer a qualquer momento? 

Senti falta de um pano de fundo para a história, mas acredito que foi proposital uma história rápida e sucinta sobre os reais últimos dias daquelas crianças. É uma história feita para emocionar. 

A diagramação está ótima, com um detalhe que eu achei o máximo: todos as palavras dias estão grifadas no livro. O significado disso nunca é explicado e faz com que a gente pense sobre o que os nossos dias estão significando em nossas vidas, entende? Amei! 

A capa está linda, assim como a revisão de qualidade. Adorei a história linda com a escrita leva da Bela Dias. Recomendo para quem gosta de protagonistas infantis, e histórias emocionantes. 

Até mais! 

OS ÚLTIMOS DIAS BELA DIAS
Título: Os Últimos Dias
Autora: Bela Dias
Editora: Novo Século 
Páginas: 128
Sinopse: O tempo é algo subjetivo. Ele pode ser infinito para alguns e efêmero para outros. No entanto, uma coisa é certa: todos nós temos nosso tempo. E o de Raquel e Gabriel está acabando, pois ambos foram diagnosticados com leucemia. Ela tem 16 anos e ele, 6. Apesar da diferença de idade, ao se conhecerem no hospital, os dois rapidamente se tornam melhores amigos. Juntos, descobrem como aproveitar seus últimos dias, em meio a tantos tratamentos, remédios, dores, exames e olhares piedosos, tornando a dura e triste rotina do hospital um pouco mais divertida. Seja com uma coleção de pores do sol, observando formatos de nuvens, assistindo a desenhos infantis ou lendo O Pequeno Príncipe , mas, principalmente, acreditando que em todo fim existe um novo começo.



9 comentários:

  1. Hey *-*
    Nossa, que livro pesado.
    Eu não consigo ler livros de crianças que estão morrendo é simplesmente destruidor, acaba com o meu coração.
    Mas é história é linda mesmo!

    Bjos

    ResponderExcluir
  2. É um assunto bem forte esse que autora abordou.
    Mas gostei do fato de em poucas páginas ela ter passado uma mensagem tão grande e profunda.
    Criança, jovem, adulto ou idoso vai ser sempre uma grande dificuldade ter que lidar.
    Ótima resenha.

    Beijinhos
    She is a Bookaholic

    ResponderExcluir
  3. Isaac!
    Confesso que ainda não tinha ouvido falar do livro.
    É mais um sick-lit que deve trazer uma mensagem linda, de como saber que vai morrer, mas ainda assim, encarar a morte com alegria e felicidade nos últimos momentos.
    Deve ser um livro que emociona.
    Desejo uma ótima semana!
    “A vida guarda a sabedoria do equilíbrio e nada acontece sem uma razão justa.” (Zíbia Gasparetto)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE AGOSTO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  4. Olá.
    Apesar da sua ótima resenha e palavras positivas sobre a obra, não me sinto animada para fazer a leitura. Estou fugindo um pouco desses enredos que retaram doenças e dramas, pois se torna uma leitura pesada e muito sentimental. Quem sabe em outro momento.
    Obrigada.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. E a primeira resenha que leio deste livro, e já sinto empatia pela estória desses dois personagem, que tem uma vida a viver, mas existem como uma bomba relógio que a qualquer momento pode ou não explodir. Esta trama apesar de curta e rápida, possui um grande reflexão, e que nos faz repensar na esperança. Gostei muito, pretendo sim ler esta obra.

    Participe do TOP COMENTARISTA de AGOSTO, para participar e concorrer Ao livro "Dois Mundos", o primeiro da série "Tesouros da Tribo de Dana" da escritora Simone O. Marques, publicado numa edição linda pela Butterfly Editora.
    http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oie, tudo bem?
    Quero ler esse livro a um tempinho já, mas nunca tinha lido nenhuma resenha sobre ele.
    Acho que histórias assim mexem com o leitor querendo ou não, principalmente se já teve algum caso na família ou têm; Achei lindo a autora querer passar que precisamos ver as coisas boas mesmo quando estamos com dificuldades, e o Gabriel parece ser um exemplo disso.
    Adorei a resenha, gostei do modo como falou do livro, e as fotos estão lindas, a ideia de usar remédios na foto fez todo o sentido depois de ler a resenha. Parabéns.
    Beijos!
    Lost Words!

    ResponderExcluir
  7. a capa tá linda mesmo! amei!
    mas achei mto pesado o tema, confesso que nao sei se leria rs
    as fotos ficaram bem legais!
    um livro curtinho mas que aparentemente fica com voce por muito tempo né?

    ResponderExcluir
  8. Bah, que historia pesada, a resenha mostra bem isso. Essa temática tem que ser escolhida num periodo super tranquilo, eu vejo assim pelo menos. Gosto de intercalar generos para nao sobrecarregar. Gosto desse dramas, fazem a gente ver a vida com olhos mais criticos e questionadores, do tipo, "o que realmente vale nessa vida?". Gostei da dica.

    ResponderExcluir
  9. O tema é forte,saber que vamos morrer ja nascemos sabendo,mas quando temos o dignostico de uma doença,parece q acordamos pra uma vida q nao existia antes,sua resenha foi completa e muito bem escrita,fiquei com o coração apertado por ser um livro com crianças,mas me intereçou bastante a capa é simplesmente maravilhosa,parabens pelo blog

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário! :)

Deixe seu link, quero ver o seu blog!
Abraços *-*