Páginas

Livros & Reticências: {Resenha} O Pequeno Príncipe - Antoine de Sant-Exupéry

{Resenha} O Pequeno Príncipe - Antoine de Sant-Exupéry

 Oláááá, 

Hoje, estou muito feliz, pois é a primeira resenha de um livro da Geração Editorial, então, meu ser está extasiado de alegria. E não é apenas um livro, é um grande livro, um livro que ultrapassou gerações e entrou para historia.

 O Pequeno Príncipe
\o/ \o/ \o/ \o/
 


O Pequeno Príncipe - Edição de Luxo
Autor: Antoine de Saint-Exupéry  
Tradutor: Frei Betto
Gênero: Literatura Estrangeira
Acabamento: Capa Dura
Formato: 15,6x23cm  
Págs: 160  
Peso: 510g
ISBN: 978-85-8130-307-9


Sinopse:
Um piloto cai com seu avião no deserto e ali encontra uma criança loura e frágil. Ela diz ter vindo de um pequeno planeta distante. E ali, na convivência com o piloto perdido, os dois repensam os seus valores e encontram o sentido da vida. Com essa história mágica, sensível, comovente, às vezes triste, e só aparentemente infantil, o escritor francês Antoine de Saint-Exupéry criou há 70 anos um dos maiores clássicos da literatura universal. Não há adulto que não se comova ao se lembrar de quando o leu quando criança. Trata-se da maior obra existencialista do século XX, segundo Martin Heidegger. Livro mais traduzido da história, depois do Alcorão e da Bíblia, ele agora chega ao Brasil em nova edição, completa, com a tradução de Frei Betto e enriquecida com um caderno ilustrado sobre a obra e a curta e trágica vida do autor.

LEIA O PRIMEIRO CAPITULO --->
AQUI




Sobre o autor:

Antoine, ou melhor, Jean‑Baptiste Marie Roger Pierre de Saint‑Exupery, nasceu em 1900, na cidade de Lyon. Seu pai era o conde Jean de Saint‑Exupery, e sua mãe, a doce Marie Foscolome, também de origem nobre. O patriarca morreu precocemente num acidente ferroviário e Marie tomou para si a responsabilidade de educar os quatro filhos: Marie -Madeleine, Simone, Gabrielle, Antoine e François. É no castelo Saint -Maurice de Rémens, rodeado de uma floresta de pinheiros negros, que Antoine e seus irmãos

irão crescer.
Ao completar 17 anos, Antoine já tinha passado por diversas escolas, nas quais ganhou a fama de distraído. Sua inteligência e criatividade, porém, são incontestáveis. Incerto quanto ao futuro, Antoine tenta entrar na escola naval, mas é recusado. Curiosamente, sua nota em redação foi muito baixa. O tema? “Impressões de um soldado voltando da guerra”. Reza a lenda que ele escreveu na folha de resposta: “Eu não fui à guerra, então acho que não posso falar nada ‘fingido’”.




            O Pequeno Príncipe é uma obra que ultrapassa os limites da ficção, levando o leitor a uma reflexão profunda das suas atitudes. Um livro que encanta a qualquer pessoa seja criança ou adulto, não só pela beleza da edição de luxo da Geração Editorial, mas também pela grande escala de aprendizagem que podemos extrair dele. Com uma escrita simples, a leitura corre muito bem, deixando clara a historia.

            Conta a historia de um jovem Príncipe, que cansado das mesmices do seu pequeno planeta, decidi buscar novos caminhos, em uma dessas buscas ele vem parar na Terra, mas explicito no deserto na África. Lá ele fica abismado, por em um lugar tão grande como o deserto, não ter avistado ninguém, mas, em certo momento, ele encontra um piloto, que teve que fazer um pouso de emergência e seu avião quebrou no meio do deserto, eles criam uma grande amizade, e ela vai sendo alimentada pela historias compartilhadas entre eles, sobre a vida, e suas peripécias. 

            Aos poucos, o piloto vai percebendo o quanto puro e verdadeiro e o coração do pequeno príncipe, e nesse momento que ele começa a refletir sobre as atitudes, fazendo com que consequentemente o leitor também exerça esse pensamento e admire a simplicidade do garoto.

            Acredito que esse livro pode ter mudado o coração de muitas pessoas, um livro que mostra o amor inexplicável de uma criança. E importante ressaltar o grande numero de metáforas existente neste livro, por este motivo é plausível dizer que este livro foi feito para adultos, pessoas que entendem as coisas, mas para não se sentirem mal,colocaram-no como um clássico infantil, para encobrir todas as verdades que nele são expressas.
 




"As pessoas do seu planeta cultivam cinco mil rosas em um mesmo jardim e não encontram ali o que procuram. (...). Os olhos são cegos. É preciso ver com o coração. "

"Só se conhece bem o que se cativa. (...). As pessoas já não tem tempo de conhecer nada. Preferem comprar tudo pronto nas lojas. Como não existem lojas que vendem amigos, as pessoas não têm mais amigos. "


"O que me comove profundamente neste pequeno príncipe adormecido é a sua fidelidade a uma flor, à imagem de uma rosa que brilha nele como a chama de uma lamparina, mesmo quando ele dorme..."


            Não é difícil perceber, porque este é um dos livros mais importantes do mundo. Algumas paginas lidas, e o seu coração já está tão comovido, como as singelas palavras daquela frágil criança.

            Então, o livro mais traduzido do mundo, atrás somente da Bíblia e do Alcorão, chegou ao Brasil com uma edição totalmente reformulada e cheio de detalhes artísticos. A edição de luxo da Geração Editorial está linda. A capa dura tem detalhes em relevo dourado, as paginas com papel de ótima qualidade, paginas e ilustrações bem coloridas, e os arabescos dando um toque final. Com certeza, todo leitor deveria ter uma edição desta na estante, prateleira ou até na cabeceira da cama.
  
Vejamos algumas fotos:







Então, pessoas <3
Como vocês puderam ver, é uma obra que deixa qualquer um boquiaberto com a qualidade tanto do conteudo quanto da parte grafica.

Sigam a editora: Geração Editorial



Espero que tenham gostado da resenha *--*
Abraços, 
Isaac Zedecc




Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário! :)

Deixe seu link, quero ver o seu blog!
Abraços *-*