sexta-feira, 22 de abril de 2016

|RESENHA| O Fim de Todos Nós - Megan Crewe

 Oláááá,
A resenha de hoje, é um dos meus livros favoritos de distopia. Por mais incrível que eu possa achar, ele ainda é daqueles livros poucos conhecidos, mas que conquistam a grande maioria dos leitores.

Autora: Megan Crewe
Páginas: 272
Ano: 2013
Editora: Intrínseca

Sinopse: Kaelyn acaba de ver o melhor amigo partir. Ela tem dezesseis anos e voltou agora para a ilha onde nasceu, depois de um período morando no continente; ele está fazendo o caminho inverso, para estudar fora. O que sentem um pelo outro não está muito claro, ela o deixou ir embora sem nem mesmo dizer adeus, e a última coisa que passa por sua cabeça é nunca mais vê-lo. Mas, pouco tempo depois, isso está bem perto de acontecer.A ilha de Kaelyn foi sitiada e ninguém pode entrar nem sair: um vírus letal e não identificado se espalha entre os habitantes. Jovens, velhos, crianças - ninguém está a salvo, e a lista de óbitos não para de aumentar. Entre os sintomas da doença misteriosa está a perda das inibições sociais. Os infectados agem sem pudor, falam o que vem à mente e não hesitam em contaminar outras pessoas. A quarentena imposta pelo governo dificulta as pesquisas em busca da cura, suprimentos e remédios não chegam em quantidade suficiente e quem ainda não foi infectado precisa lutar por água, energia e alimento.Nem todos, porém, assistem impassíveis ao colapso da ilha. Kaelyn é uma dessas pessoas. Enquanto o vírus leva seus amigos e familiares, ela insiste em acreditar que haverá uma salvação. Caso contrário, o que será dela e de todos?Afiado e atordoante, O fim de todos nós é a história da força de vontade e da bravura de uma garota comum forçada a reavaliar seus medos e escolher entre a própria humanidade e a sobrevivência.




O fim de todos nós é o primeiro livro da trilogia The Fallen World, da escritora americana Megan Crewe. Infelizmente, ainda é o primeiro livro publicado no Brasil, mas lá fora a trilogia já está completa e com um conto extra. Oremos para que a Intrínseca, atenda minhas orações e publique os outros. 
Vamos lá, esse livro ainda é pouco conhecido no Brasil, mas estava passeando pela Americanas, vi por 9,90, me encantei pela capa e premissa e decidi comprar. De certo, não me arrependi, na verdade, eu favoritei! 

Nesse livro conhecemos Kaelyn, que está um pouco triste por seu ex-melhor amigo Leo tenha viajado e se afastado dela, e pior, eles se separaram sem fazer as pazes. Para reestabeler posteriormente essa amizade, Kae decidi escrever em seus diário cartas para Leo, é a partir destes relatos que conheceremos rotina distópica da garota.


Kae estuda na mesma escola que Rachel, e decidem fazer um trabalho escolar juntas, para isso, Kaelyn vai a casa de Rachel, chegando lá, o pai de Rachel, que espirra e se coça constantemente, começa a dizer coisas irreverentes e vergonhosas para Kae, que acha tudo muito estranho. A partir dai, casos estranhos começam a acontecer, entradas constantes no hospital, crises de espirros e coceiras. Descobre-se um vírus maligno que está assolando a ilha. Em um pequeno intervalo de tempo, Kaelyn se vê perdendo amigos, vizinhos e familiares. Esse estranhos vírus causa inicialmente uma série de coceiras constantes, logo após uma febre, depois um surto paranoico e todos os seus maiores segredos são revelados, sua mente entra em colapso e logo após as alucinações, vem a morte. Com medo de que o vírus se espalhe e atinja o continente, o governo decidi fechar a ilha e ligar o alerta vermelho, em quarentena, e então o que era para melhorar, entra em regresso. 
Tipico das sociedades distópicas, surgem os grupos egoístas que passam a saquear casas, estabelecimentos e até roubar todos os medicamentos e alimentos jogados de helicóptero pelos militares. 


Kaelyn se vê por dentro de tudo isso, afinal seu pai trabalha no hospital, e com seu instinto solidário, a garota está disposta a ajudar todos que encontra e buscar uma saída para essa situação. Porém, tudo fica mais dramático com um romancezinho no meio né? Kae encontrará um garoto que tem o mesmo desejo que ele, e juntos eles lutam para dominar a situação, chamar a atenção do continente para o que está acontecendo na ilha, e por um ponto final na sucessão de mortes

"Era uma gaivota comum, e parecia saudável - exceto pelo fato de estar morta, é claro. (...) Era muito estranho, aquele bicho ali, como se estivesse simplesmente caído do céu." 
Megan conseguiu criar um cenário perfeito para o clima distópico de desespero, quarentena e empatia. Assim, como a descrição do local, personagens, sintomas, e transmitiu ao leitor o real desespero dos reclusos. 
Kaelyn é uma protagonista forte, que saiu a luta, com garra, coragem e vontade de vencer, é um exemplo de mulher que enfrentou de frente o problema, mesmo com tantas perdas, ao invés de se trancafiar em um quarto e esperar a ajuda cair do céu, ela decidiu ser a ajuda. No decorrer da trama, somos apresentados a personagens secundários como a Tessa, a qual Kae tinha inicial antipatia, Meredith, que ás vezes conseguiu ser chata e mimada, mas que juntos construíram uma ótima trama. 

É uma leitura bem rápida e fluida, mas que não deixa de ser forte e cheia de mistério. Preciso ler logo o segundo livro, pois este terminou de uma forma surpreendente e bem dependente do outro livro. 

A capa está muito bonita, com um acabamento diferenciado na fonte e uma silhueta que diz mais do que pensamos, a diagramação segue a mesma qualidade, assim como a revisão! 

Aconselho a leitura, a todos que gostam de uma leitura ágil e uma distopia cheia de mistério. 

9 comentários:

  1. Achei o livro interessante, distopia é o genero que menos gosto (aliás odeio), mas a criatividade da autora foi além das distopias modinhas que temos por ai.
    Vou procurar ler, quem sabe goste dele.
    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  2. Oi, amei a premissa do livro e por ser uma distopia, já está na minha lista de desejados, já que é um dos meus gêneros favoritos, e tem tempo que não leio uma boa distopia. Amei sua resenha e ela só me deixou mais instigada para saber que tipo de virus é esse e se a Kaelyn vai conseguir salvar aqueles que ama. Pena que ainda só tem o primeiro aqui no Brasil, vou esperar sair os outros para comprar todos juntos e ler de uma vez.
    bjus

    ResponderExcluir
  3. Saudações literárias! Isaac, não conhecia esse livro e uma das coisas que curtir foi a capa hehehe. Opa! Pelo jeito tem uma sequência e já vou procurar também.

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    Eu não conhecia o livro, mas assumo que adoro livros do gênero e já fiquei curiosa. A capa é maravilhosa e eu gostei muito da sinopse. Fiquei bastante curiosa com a sua resenha e queria saber o que acontece no final kk'
    Beijos,
    Delírios Literários da Snow

    ResponderExcluir
  5. Achei a ideia do livro parecida com a da série Between, tirando o fato de que a personagem principal da série é muito mole e mais morta que as pessoas q morreram com o vírus u_u kkkkk

    Gosto muito de distopias, mas não sei se me agradaria com esse livro, um vírus que faz as pessoas perderem o pudor é algo meio estranho... não achei muito interessante, mas fico feliz que tenha gostado.

    bjs - Sonhos em Tinta

    ResponderExcluir
  6. Oie!
    Eu li esse livro, mas não gostei tanto assim da trama. Confesso que a achei bem fraca e não consegui me evolver com a história. O que foi uma pena para mim, pois esperava bem mais da trama.
    Bjks!
    histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  7. Eu com certeza ficaria desesperada lendo esse livro. Sempre fico assim quando leio livros com essa premissa. Mas gostei do que lia respeito dele. Parece ser um ótimo livro, quero ler e espero gostar bastante dele!

    ResponderExcluir
  8. Oii,

    Fiquei interessada na história. Adoro distopias também, adoro ainda mais quando elas custam R$10...hahahaha. Mas gostei mesmo da premissa da mesma e com certeza já vou procurar esse livro para ler.

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. OI!!!
    A capa está muito linda mesmo! Adorei!
    não conhecia o livro e gostei da resenha.
    abraços.

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário! :)

Deixe seu link, quero ver o seu blog!
Abraços *-*

Este blog observa a LEI DE DIREITOS AUTORAIS 9.610, DE 19/02/1998, DO GOVERNO FEDERAL BRASILEIRO. Por favor, não copie o conteúdo deste blog. Os direitos autorais dos textos contido neste blog são propriedade da EQUIPE DO LIVROS & RETICÊNCIAS. A reprodução, adaptação, modificação ou utilização do conteúdo disponibilizado neste blog, parcial ou integralmente, é PERMITIDA SOMENTE COM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA por escrito dos titulares dos direitos autorais. Qualquer USO NÃO AUTORIZADO PODE CONSTITUIR UMA VIOLAÇÃO DAS LEIS DE DIREITOS AUTORAIS, das leis de privacidade e das leis das regras de comunicações.
Tecnologia do Blogger.

Postagens Recentes

recentposts

Talvez você goste:

randomposts