sábado, 26 de março de 2016

|RESENHA| Amaldiçoado - Joe Hill

Olááááá,

Hoje temos resenha da primeira obra que eu li do autor Joe Hill. Eu gostei bastante, e pretendo ler outras. 

Amaldiçoado - Joe Hill
Título Original: Horns
Gênero: Suspense
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 320
Ano: 2015

Sinopse: Ignatius Perrish sempre foi um homem bom. Tinha uma família unida e privilegiada, um irmão que era seu grande companheiro, um amigo inseparável e, muito cedo, conheceu Merrin, o amor de sua vida. Até que uma tragédia põe fim a toda essa felicidade: Merrin é estuprada e morta e ele passa a ser o principal suspeito. Embora não haja evidências que o incriminem, também não há nada que prove sua inocência. Todos na cidade acreditam que ele é um monstro. Um ano depois, Ig acorda de uma bebedeira com uma dor de cabeça infernal e chifres crescendo em suas têmporas. Além disso, descobre algo assustador: ao vê-lo, as pessoas não reagem com espanto e horror, como seria de esperar. Em vez disso, entram numa espécie de transe e revelam seus pecados mais inconfessáveis. Um médico, o padre, seus pais e até sua querida avó, ninguém está imune a Ig. E todos estão contra ele. Porém, a mais dolorosa das confissões é a de seu irmão, que sempre soube quem era o assassino de Merrin, mas não podia contar a verdade. Até agora. Sozinho, sem ter aonde ir ou a quem recorrer, Ig vai descobrir que, quando as pessoas que você ama lhe viram as costas e sua vida se torna um inferno, ser o diabo não é tão mau assim.




Amaldiçoado é um suspense que foi escrito por Joe Hill, e publicado pela editora Arqueiro. Em 320 páginas, Joe Hill com toda a maestria herdada do pai, desenvolve lições de psique humana, mostra a influência de pensamentos, e destaca como as pessoas podem acusar as outras, sem qualquer argumento, independente de ser ou não inocente, muitas vezes, pessoas são julgadas, por simplesmente “não irmos com a cara”.

"Quando amamos uma pessoa colocamos as necessidades dela acima das nossas. Por mais inconcebíveis que fossem tais necessidades, por mais loucas, por mais que nos despedaçassem."

Uma amiga um dia falou: “Esse livros é daqueles que a gente ama ou acha mais ou menos”. Eu amei! Ig Perrish é um garoto desengonçado, que desde a pré-adolescência nutre um sentimento bonito por Merrin, até que um dia, já namorados, a moça é estuprada e morta e Ig por já ter uma relação próxima com ela, é o principal suspeito. Porém, sua família rica e a falta de provas fazem com Ig fique fora da cadeia. Um ano depois do acontecido, Ig ainda não se conformou com a morte da sua amada, entretanto acaba matando a “saudade” com Glenna, até que depois de uma noitada, regada a muita bebida, Ig, acorda com uma grande ressaca e um imenso par de chifres na cabeça, e mais estranho que isso, os chifres desenvolvem um efeito “confessionário” que faz com que as pessoas ao seu redor desabafem coisas absurdas e horrores. Pode parecer legal saber o que as outras pessoas pensam, mas Ig ouve diversas acusações contra ele, de pessoas da rua e de seus familiares. É a partir deste momento, que o demônio interior acorda em Ig, e ele usará o seu poder para descobrir o verdadeiro assassino da sua amada, e para sua imensa decepção, descobre que seu irmão tem informações que poderiam ter livrado Ig de toda a difamação que ele sofreu, como citação ao Jardim do Éden e deixando de lado as metáforas, até as cobras o seguirão.

 "Agora que havia se acostumado, preferia ser um demônio. A cruz era um símbolo da mais típica condição humana: o sofrimento. E Ig estava cansado de sofrer."

Joe Hill construiu um enredo fascinante com doses exatas de suspense que muitas vezes me deixou horrorizado com atitudes de alguns personagens, e doses essenciais de humor, onde diversas vezes me peguei rindo com Ig. Inicialmente, Ig pode parecer um cruel, mas quando paramos para pensar, em tudo que foi jogado sobre a cabeça dele, suas atitudes são maleáveis.
Diversos depoimentos recebidos por Ig são hilários, por exemplo, uma criança arretada que diz ter vontade de colocar fogo na mãe – isso foi como cócegas no grupo de leitura  – a avó que diz ter vergonha do neto e acaba estrepada na cerca. Enfim, o livro pode não cumprir totalmente sua tarefa de ser um suspense, mas não deixa de ser magnífico.

O autor se desafiou no momento que escolheu trabalha com a mente humana, e escancarar que seres humanos são capazes de barbaridades para ter o que querem.
Um ponto de grande discussão no grupo de leitura, foi a construção dos personagens e a forma com que cada um deixa seu significado na trama. Glenna, a amiga que por muitas vezes ficou com Ig, é o tipo de pessoa que não ama a si mesmo e vive jogado ao vento, Terry é o irmão de Ig, que é o estopim para o descobrimento dos horrores, um policial que pode parecer irrelevante, mas que usava a homossexualidade como xingamento, mas que acabou revelando sua verdadeira fantasia sexual para Ig.

A obra é bem sedutora, que equilibra pontos de suspense, horror, humor e romance, deixando uma carga de indagações no leitor. A capa caracteriza bem a pegada do livro, não foram encontrados erros de revisão, a diagramação é bem simples e tudo é muito agradável. Foi uma leitura bem tranquila.
“Ig riu ao ouvir isso. As coisas que as pessoas falam. A facilidade com que mentem, para os outros, para sim mesmas.”
É surpreendente saber que inesperadamente, uma outra personalidade pode despertar dentro de cada um de nós.
Veja a resenha de Ana, do Chalé Cult que participou da leitura: AQUI
Já leu? O que achou? Gostou da resenha?

Deixe sua opinião! 

33 comentários:

  1. Ei! Eu assisti ao filme e achei super tosquinho.
    Se sua amiga disse que esse é um livro pra amar ou achar mais ou menos, eu acho que ficaria com a segunda opção hahahha
    Mas não sei, pode ser que eu me surpreenda, ne? Pretendo ler ele, mas tá lá no finalzinho da lista.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei! Quero muito assistir ao filme.
      Acredito que pode se surpreender!

      Bjs Dark!

      Excluir
    2. Gabi, esqueça este filme. A obra é maravilhosa. O filme tem seu valor, claro. Mas nem dá para comparar com a profundidade e questionamentos que o livro traz. :)

      Excluir
  2. Oi, Isaac.

    Joe Hill foi uma linda surpresa para nós, né. Acabou nos conquistando com o Ig, que é daqueles personagens que guardaremos para sempre. Fora que aprendemos o que no fundo sabemos, mas não queremos acreditar. As pessoas podem ser muito cruéis, e ter os pensamentos/desejos mais repulsivos.E pior, podem conviver conosco. Eu também gostei muito da escrita do Joe, e assim como do pai, quero ler várias obras. Adorei a resenha. Maravilhosa.

    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Ana,
      Foi ótimo, vai ficar guardado para sempre.

      Excluir
  3. Oi Isaac! Tudo bem?
    Que blog lind, estou seguindo você.
    Adorei sua escrita e adorei conhecer esse livro. Sinceramente não conhecia e achei super intrigante. Quero muito ler agora.

    Abraço.

    Diego, Blog Vida & Letras
    www.blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Esse foi o primeiro livro que li do Joe Hill, ainda na capa antiga. E amei, a ponto de comprar todos os outros livros dele de uma tacada. Adoro terror, mas o que mexe com o psicológico é o melhor pra mim. Adorei sua maneira de abordar a obra, e estou curiosa pra ver sua opinião sobre os outros livros dele.

    ;D
    Profissão: Leitora

    ResponderExcluir
  5. Oiiii.
    Eu confesso que o livro nunca li. Mas o filme eu assisti, e adorei. A história é muito cativante e bem interessante também. Adorei sua resenha, meus parabéns.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Oioi!
    Já pensei em ver o filme Amaldiçoado, nao me chamou a atenção o livro.
    Foi muito bom poder ler mais do livro aqui, e vi que estou perdendo nao querendo ler ne?
    Pelos elogios ao livro, ja vi que se trata de uma obra prima mesmo, e que o autor soube conduzir tudo.
    Amo suspense e vou tentar ler sim.
    Beijos!

    Livros e Sushi • Facebook InstagramTwitter

    ResponderExcluir
  7. Oi, ainda não li o livro, mas tenho muita vontade, sempre vejo elogios sobre ela. A resenha esta ótima.

    http://mysecretworldbells.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oie!
    Muito bacana sua resenha e sua animação com o livro. Eu que sou medrosa e vivo fugindo dos livros de terror/horror, fiquei até tentada quando falou que também há humor e romance. Eu gosto bastante de suspense, mistério, mas se for algo que dê muito medo, já não rola hahahaha.
    Abraço
    www.viciadosemleitura.blog.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é! Este livro não faz o tipo, monstros kkk

      Excluir
  9. Oi, já tinha ouvido falar desse livro, mas não sabia que era do Joe Hill e não imaginava que a premissa do livro seria essa, eu só tinha visto a capa e não tinha gostado do que tinha visto. Adorei a premissa do livro e por saber que é do Joe Hill, já quero ler esse livro, pois adoro a escrita dele e fiquei instigada com esse livro. Quero muito ler.
    bjus
    http://recantoliterarioeversos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Eu gostei muito do livro, mas não acho que ele tenha chegado a tanto de ser o melhor livro da minha vida ou meu livro favorito.
    Hill é um talento, não há como negar, mas ainda assim pra mim não chegou a ser soberbo. Prefiro o papai dele ♥

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha! Mas, não podemos negar, é fantástico !

      Excluir
  11. Oi,
    Confesso que só de olhar para a capa desse livro já fico com medo!! Rsrs
    Até ler sua resenha achava que o livro era mega pesado, mas pelo o que vc falou a autora conhece equilibra bem o suspense e o horror.
    Bjs!
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há um equilíbrio que deixa a leitura muito melhor.

      Excluir
  12. Não conhecia, nem o livro nem o autor, mas se a Arqueiro publicou, a história certamente é de qualidade, afinal a editora preza muito por isso.
    Sua resenha foi bem instigante, eu soro livros de suspense e já fiquei imaginando quem seria o assassino de Marrin, seria o próprio irmão de Joe? Hahahahahahah
    Pelo jeito vou ter de ler para descobrir, foi pra lista de leitura já!

    www.detudopouco.com.br

    ResponderExcluir
  13. Muito legal sua resenha e sua animação com o livro. Eu sou medrosa e fujo dos livros de terror.

    ResponderExcluir
  14. Olá,
    Já tinha visto esse livro antes e até pensei em assistir o filme mas acabei desistindo, mas, pela sua resenha percebi que estou perdendo um grande livro, amo livros que falam sobre a mente humana e que tem boas pitadas de humor. Espero ler esse livro em breve, adorei sua resenha. :)

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Está perdendo sim senhora. É bem legal, leia o mais rápido possível.

      Excluir
  15. Olá!!

    Eu amo o King mas aina não li nada do Joe. Essa história tenho conhecimento pelo filme, você viu? Será que é igual?
    Tenho muita vontade de ler a obra, mais ainda não sobrou tempo. Adorei sua resenha, ficou bem convincente!

    Bjus
    Blog Fundo Falso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não vi o filme, mas é um pouco diferente. Leia sim, é bem bom. Obrigado :)

      Excluir
  16. Olá

    Eu também já ouvi falar que é um livro para amar ou não rs.
    Eu tenho curiosidade de ler alguma coisa do Joe Hill mas ainda não tive a oportunidade. Quem sabe comece por esse!!
    Não sabia que tinha filme.
    Boa resenha, gostei bastante.

    Fernanda
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Hello, Isaac!
    Já li "Amaldiçoado", mas sob o título de O pacto, na edição mais antiga. Devo dizer que esse livro é um dos meus favoritos. Joe Hill soube trabalhar muito bem a história do Ig, deixando bastante mistério e um toquezinho de humor.
    Embora Joe não goste de ser comparado ao pai, Stephen King, acredito que o nível de escrita deles se equipara.
    Bj

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário! :)

Deixe seu link, quero ver o seu blog!
Abraços *-*

Este blog observa a LEI DE DIREITOS AUTORAIS 9.610, DE 19/02/1998, DO GOVERNO FEDERAL BRASILEIRO. Por favor, não copie o conteúdo deste blog. Os direitos autorais dos textos contido neste blog são propriedade da EQUIPE DO LIVROS & RETICÊNCIAS. A reprodução, adaptação, modificação ou utilização do conteúdo disponibilizado neste blog, parcial ou integralmente, é PERMITIDA SOMENTE COM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA por escrito dos titulares dos direitos autorais. Qualquer USO NÃO AUTORIZADO PODE CONSTITUIR UMA VIOLAÇÃO DAS LEIS DE DIREITOS AUTORAIS, das leis de privacidade e das leis das regras de comunicações.
Tecnologia do Blogger.

Postagens Recentes

recentposts

Talvez você goste:

randomposts