segunda-feira, 9 de novembro de 2015

|Resenha| Ovelha - Memórias de um pastor gay - Gustavo Magnani


Sinopse: Este livro estreia impressionante de um jovem e talentoso escritor, é o relato pecaminoso de um decadente. A história de um homem religioso e carismático, temente a Deus, mas amante insaciável de sua própria carne exótica, a carne de outros homens. Um pastor gay, casado com uma ex-prostituta, filho de uma fanática religiosa. Neurótico e depravado. E agora condenado. Internado no hospital, debilitado e com um segredo de uma tonelada nas costas, este personagem atormentado decide libertar-se de seus demônios e relatar seu drama. Num relato cru e sem censura, ele literalmente vomita seus trinta anos de calvário e charlatanice na cara da congregação (e de qualquer um que se interesse por um bom inferno). Sexo, paranoia, corrupção e destruição são os ingredientes tóxicos dessa obra provocante, polêmica e inovadora.

Autor: Gustavo Magnani 
Gênero:
Romance
Acabamento:
Brochura
Págs:
232




Realmente não tenho palavras para descrever tudo que senti ao ler esse livro. São memórias tão vivas nas folhas desse livro, relatos e emoções que encharcam a tinta das letras impressas, e nem ao menos lemos conhecendo o nome do homem que nos relata tudo. Mas isso não deixa de ser intenso e vivido. 

O livro é vivo e faz você embarcar em um misto de lembranças de uma vida que foi dos desejos de como a vida seria dependendo das escolhas e como seriam encaradas, observações e interpretações religiosas, às vezes incongruentes, mas marcantes e que te levarão em algum momento a parar e respirar, e principalmente pensar o quão eloquente pode ser esse livro. 

Ao bater os olhos, muitos pensarão na hipocrisia e heresia com Deus e a religião. Mas eu vos digo leia. Se despida antes de criticar. Conheça antes de julgar. Se despida de todos seus conceitos e preconceitos, leia e saboreia. Deguste o livro. Não leia apenas para ser “Cult” ou pagar de alguém mente aberta para as mudanças na sociedade. Garanto-te que após a leitura seu conhecimento de mundo será maior, sua observação crítica será melhor e que menos preconceituoso você será. O conteúdo desse livro não é heresia, são apenas lamúrias, desespero e contradições da alma de um ser que nunca se aceitou. Não por empecilho de sua religião, mas por preconceito próprio, que cresceu com rédeas curtas de uma família rígida e até desequilibrada.

Expressando minha mais humilde opinião como leitora e como cidadã, que vejo o mundo como tá hoje em dia e esses discursos de ódio e não aceitação do próximo, digo que infelizmente, muito ali impresso diz as verdades pregadas pela sociedade em qual estou inserida, e que você, meu jovem leitor, também está inserido.

Não vou fingir ser cega e negar que vivemos a blasfêmia e a hipocrisia nos dias de hoje, o quanto tem pessoas que julgam, com desculpas de religião ou qualquer outra coisa, e que nem mesmo seguem as doutrinas que pregam para outrem. E se for enumerar as palavras que chamarão esse livro, chamarão a si mesmo e boa parte da sociedade de hipócritas e blasfemadores, pois como disse, só há verdades em que a comunidade tenta manter erguida para se proteger do que acham que é diferente e pecaminoso, e que muitas das vezes julgam e não olham para si. 

Acreditar que é errado e se armar com palavras e nomes santos, pregando o que nem cumprem em sua vida pessoal. Falar que religião o te torna santo é a maior falácia. O que tem de santo do pau oco por aí...

Mas falar de crença é pisar em ovos e gerar polêmica. E de polêmica já temos o título desse livro: "Memórias de um Pastor Gay". A capa imita uma imagem de capa de bíblias de couro, muito usada por vários membros da igreja protestante e católica também. Normalmente a maior ofensa para tais religiões é seu líder espiritual praticar atitudes consideradas pecados, como o homossexualismo. Então trazer a palavra gay acompanhando o substantivo pastor, é uma ofensa e pedir pra ser polêmico na sociedade atual, onde qualquer coisa que você pode comentar, pode ofender meio mundo (infelizmente o mal da era politicamente correta).

Como podem ver, adorei a leitura. Mas ela é incomodadora, pois vai tocar em "feridas" já abertas no dia de hoje. Algo que crescemos escutando que é errado, algo que vemos que fazem algumas pessoas regredirem para a idade média e voltar a querer apedrejar o que acham pecaminoso. O livro trás essas tais críticas para o mundo atual e com passagens de humor ácido, vai temperando o livro. O melhor dessas passagens não é apenas o que a bíblia nos diz sobre algo, mas sim as diversas maneiras que podemos interpretar, sempre puxando pro lado que mais satisfaz nosso egoísmo e que fortalece o que acreditamos como verdade imutável. Às vezes enxergamos apenas aquilo que nos convêm! 

E novamente vos digo: Se forem ler o livro para julgar-lhe, prefiro que não o faça! Deixe-o e compre apenas um conto de fadas hétero e que não fira seus preceitos. Mas se o for ler, leia despido de preconceitos e morais, ética aqui não convém, senão você continuará na mesmice em que cresceu sua ignorância.


                                                                                                      Miaka J. S. Freitas
                                                                                Um Sofá ÀLareira – Insônia Nerd
 

Um comentário:

  1. Oi *-*

    Quero agradecer a Miaka pelo apoio ao blog, e pela maravilhosa resenha.
    Realmente, uma das melhores resenhas que eu já li, e quero aprender com ela <3

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário! :)

Deixe seu link, quero ver o seu blog!
Abraços *-*

Este blog observa a LEI DE DIREITOS AUTORAIS 9.610, DE 19/02/1998, DO GOVERNO FEDERAL BRASILEIRO. Por favor, não copie o conteúdo deste blog. Os direitos autorais dos textos contido neste blog são propriedade da EQUIPE DO LIVROS & RETICÊNCIAS. A reprodução, adaptação, modificação ou utilização do conteúdo disponibilizado neste blog, parcial ou integralmente, é PERMITIDA SOMENTE COM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA por escrito dos titulares dos direitos autorais. Qualquer USO NÃO AUTORIZADO PODE CONSTITUIR UMA VIOLAÇÃO DAS LEIS DE DIREITOS AUTORAIS, das leis de privacidade e das leis das regras de comunicações.
Tecnologia do Blogger.

Postagens Recentes

recentposts

Talvez você goste:

randomposts