quinta-feira, 3 de setembro de 2015

|Resenha| Eu te darei o Sol - Jandy Nelson

 Heey, 

A resenha de hoje, assumo que fiz com muita dor no coração, pois não esperava falar isso sobre esta obra.


Noah e Jude competem pela afeição dos pais, pela atenção do garoto que acabou de se mudar para o bairro e por uma vaga na melhor escola de arte da Califórnia. Mal-entendidos, ciúmes e uma perda trágica os separaram definitivamente. Trilhando caminhos distintos e vivendo no mesmo espaço, ambos lutam contra dilemas que não têm coragem de revelar a ninguém. Contado em perspectivas e tempos diferentes, EU TE DAREI O SOL é o livro mais desconcertante de Jandy Nelson. As pessoas mais próximas de nós são as que mais têm o poder de nos machucar.





“Eu te darei o Sol” foi uma obra que fiquei muito animado para ler, e assim que foi lançado, tinha certeza que leria. Sim, foi uma obra que me surpreendeu bastante, afinal eu não suspeitava que leria uma obra confusa com essa.

O livro tem como foco um dilema familiar presente em lares de todos os mundos. Noah e Jude são gêmeos, que disputam os pais, eles não disputam carinho e amor, mas sim opiniões. “Quem fez o melhor desenho?” Isso é o que importa. Os gêmeos são de personalidades diferentes, Noah é um garoto preservado e considerado estranho, Jude é uma garota bonita, popular e que sabe surfar, a obra é contada pelos dois, alternadas entre passado com Noah e futuro com Jude a cada capitulo.

Além disso, ambos gostam do novo vizinho, e isso acaba afastando mais ainda a relação de amor que os dois possuíam. Fica claro, a posição positiva da mãe para com Noah, e o favoritismo do pai com Jude. Ela sempre discute com a mãe, na maioria das vezes por ciúme e Noah, tem uma relação apertada com o pai, não existe o amor entre os dois, e para completar um acidente acaba com os gêmeos, desmoronando-os por dentro.
Como já dito, o livro é alternado entre passado e futuro, contado respectivamente com Noah aos 13 anos e Jude com 16. O grande número de paginas por capitulo foi um dos maiores problemas da obra, além da narrativa arrastada e enrolada.  

O final não me surpreendeu positivamente, no geral o livro não foi surpreendente e não teve acréscimos positivos em relação a leitura. No geral, não consegui tirar proveito nem lições de vida da relação ardia dos protagonistas gêmeos, ficando, para mim, apenas sendo mais um livro. Não posso dizer que abandonaria o livro, não gosto de não terminar uma historia, e também não conseguiria passar uma opinião para os leitores sem que tivesse concluído a obra, mas em fim, a história tinha muito mais potencial, mas infelizmente ficou sufocada.

A capa está muito linda, a diagramação está impecável a revisão não pecou momento algum que eu tenha percebido. 

Recomendo o livro para aqueles que gostam de dilemas pessoais e uma pegada mais social. Recomendo a todos os leitores que o livro merece uma chance, mesmo sabendo dos riscos. 

*Resenha publicada inicialmente no blog As Leituras da Mila, onde sou colunista. 

Espero que tenham gostado! 
Abraços Literários, 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário! :)

Deixe seu link, quero ver o seu blog!
Abraços *-*

Este blog observa a LEI DE DIREITOS AUTORAIS 9.610, DE 19/02/1998, DO GOVERNO FEDERAL BRASILEIRO. Por favor, não copie o conteúdo deste blog. Os direitos autorais dos textos contido neste blog são propriedade da EQUIPE DO LIVROS & RETICÊNCIAS. A reprodução, adaptação, modificação ou utilização do conteúdo disponibilizado neste blog, parcial ou integralmente, é PERMITIDA SOMENTE COM AUTORIZAÇÃO PRÉVIA por escrito dos titulares dos direitos autorais. Qualquer USO NÃO AUTORIZADO PODE CONSTITUIR UMA VIOLAÇÃO DAS LEIS DE DIREITOS AUTORAIS, das leis de privacidade e das leis das regras de comunicações.
Tecnologia do Blogger.

Postagens Recentes

recentposts

Talvez você goste:

randomposts